Tempo - Tutiempo.net

DIRÁS!

FOTO ILUSTRATIVA

A beleza é traço basilar e deve ser cultivada no pensamento para que valores existentes em nós expandam nas pessoas, objetos e lugares suscitando agradáveis sensações, porque é despertando bons sentimentos e cultivando conhecimentos que nos aproximamos da beleza e fugimos da feieza e, se no intelecto de Milei já havia avarias, maus amigos a reforçaram com recursos intelectuais que não ultrapassam além do próprio apêndice nasal.

Desse modo, cuidemos que nada nos tire as alegrias simples da vida, pois o caminhar para verdade é não permitir que se ande ou trabalhe em vão, dado que, a despeito das lendas e contos, a beleza vem das virtudes e experiências que nos beneficiam para não sermos tal qual o rei mandão e fofo dos contos de Saint-Exupéry que, comandado pelos filhos, estes eram marionetes pendurados na mão de um homem idiota que, por ausência de freios, o amor-próprio a eles não se adaptou.

Todavia, a felicidade está em guardar energia para o que valha a pena, considerando-se que cada um deve tentar escrever o seu tempo, evidenciando sua passagem com exemplos. Assim, não abramos mão de lutar por uma sociedade justa, único meio de sermos felizes, desafio, no qual, a beleza está em não desistir a despeito dos frágeis de entendimento que banalizam a morte, como não fosse iniqüidade a multiplicação de mortos inocentes pelo Hamas, Hezbollah e Netanyahu que, não possuem valores reais, por não terem atentado á simplicidade do Sermão da Montanha e, em consequência, não angariaram amigos, só cúmplices.

Noutro giro, o ser humano é múltiplo de cultura, comportamento e anseios que impõe aceitarmos as diferenças: altura, cor dos olhos e dos cabelos que, apesar delas, as estruturas se originam do Sopro Divino. Mas foi pelo caminho da solidariedade que sobrevivemos, dado que, no avançar juntos, suportamos as adversidades sem medo e, é por gestos solidários, que o cérebro libera serotonina e dopamina, substâncias responsáveis pela sensação de bem-estar e alívio do estresse, pondo fora a depressão que destrói quem não entende que temos que assumir responsabilidades e esforçar-se para que a consciência sempre vibre para o bem. Por isso, antes de apontar falhas em alguém, consultemo-nos, pois estes defeitos podem estar em nós e queremos transferi-los. Assim, não insistamos na hipocrisia, baixemos o indicador.

Feira de Santana, XXVI de Novembro de MMXXIII.

Jessé da Costa Primo∴membro da Loja Maçônica Luz e Fraternidade 14.

OUTRAS NOTÍCIAS