Feira: muito cacique para pouco índio/ Por Sérgio Jones

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email
A eleição para vereadores em Feira de Santana, esse ano, deverá ser considerada atípica. A renovação de seu quadro promete ser mais alta do que em eleições anteriores. Muita coisa inútil deverá ser afastada em definitivo do legislativo feirense.
Cálculos mais otimistas apontam que das 21 vagas existentes, cerca de 55% ou mais delas deverão ser ocupadas por novos integrantes. Encontra-se na disputa do cargo aproximadamente, 650 postulantes..
O que podemos esperar com esse índice de renovação é que os futuros eleitos sejam um pouco melhores do que parte dos vereadores existentes.
Que ao longo de quatro anos se envolveram na distribuição graciosa de comendas, medalhas, títulos de cidadania e fofocas comezinhas. Enquanto os reais e legítimos interesses do povo eram fragorosamente escamoteados e colocando em segundo plano.
Outros aspectos a ser considerado é que o povo deve escolher o legislador levando em conta o seu grau de escolaridade, o que por certo pode contribuir para melhorar o empenho de suas excelências. O quadro atual, nesse quesito sem se falar em muitos outros, é lamentável.
Sérgio Jones, jornalista (sergiojones@live.com)

OUTRAS NOTÍCIAS