Feira: Pablo ameaça retornar ao legislativo feirense / Sérgio Jones

Vereador Licenciado Pablo Roberto

A imprensa local divulgou na manhã de hoje (20) que o suplente de vereador e policial Josafá Ramos esteve ontem pela manhã na Câmara Municipal de Feira de Santana. E que ainda não tomou posse pelo fato de se encontrar atendendo questões de cunho burocrático na Polícia Militar.

Mas garante que tão logo a situação se normalize, o que deve acontecer nesta semana, ele tomará posse do mandato.

A notícia apresentada dessa forma anódina nos passa a impressão que toda a transição ocorre de forma tranquila e sem atropelos. Mas nem sempre o melhor está ao alcance dos olhos. Histórias diversas circulam nos bastidores políticos da cidade.

Sendo considerável mais crível de que a luta pelo poder, neste caso específico não foge à regra, é encarniçada. A novela conta com vários capítulos que se desdobram recheados de muitas intrigas, ganâncias e interesses, nem sempre confessáveis.

Os comentários que circulam livremente na cidade, no meio do povão, dão conta de que a tal transição, se fosse bem-sucedida, como foi adotada inicialmente, atenderia interesses diversos.

O vereador recém empossado teria que fazer concessões tipo trabalhar na campanha para deputado do presidente do legislativo, na condição de cabo eleitoral.

Quanto aos cargos existentes em sua legislação, ele também ficaria impedido de desfrutar dos mesmos, esses seriam transferidos para o Pablo Roberto.

Só restando como consolo receber parte do salário, uma vez que esse também seria fatiado. Mas ao que parece a trama encetada pelas suas excelências, não obtiveram o êxito esperado. E bateu o desespero.

Diante desse novo cenário político surge o comentário que o vereador licenciado Pablo Roberto, está ameaçando retornar à Câmara, uma vez que proposta desse nível, aceita por Roberci da vassoura, não se aplicaria a Josafá Ramos.

Só nos resta aguardar os próximos capítulos dessa tenebrosa trama, urdida nos sórdidos bastidores do Legislativo Feirense.

Acreditamos que o possível retorno de Pablo para o legislativo não deixa de ser uma forma de pressão. Pois sabemos que ele tem pretensões de alçar voos mais altos, se lançando como candidato a deputado.

A sua permanência na secretaria é mais do que conveniente, uma vez que ele a utilizará como trampolim para atingir os seus objetivos políticos.

Retornando para a Câmara Municipal de Feira de Santana, ele assumiria o cargo, mas ficaria impedido de concorrer a sua reeleição.

Sérgio Jones, jornalista (sergiojones@live.com)

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

OUTRAS NOTÍCIAS