Tempo - Tutiempo.net

General Santos Cruz critica Bolsonaro e Pazuello após ato no Rio: ‘irresponsável e perigoso’

Pazuello e Bolsonaro na carreata de motocicleta no Rio de Janeiro

O general Carlos Alberto dos Santos Cruz, ex-ministro-chefe da Secretaria de Governo, criticou Jair Bolsonaro e o general da ativa Eduardo Pazuello, ex-ministro da Saúde, após os dois terem participado de um ato que causou aglomeração, nesse domingo (23), no Rio de Janeiro.

“De soldado a general quem que ser as mesmas normas e valores. O presidente e um militar da ativa mergulharem o Exército na política é irresponsável e perigoso. Desrespeitam a instituição. Um mau exemplo, que não pode ser seguido. Péssimo para o Brasil”, afirmou Santos Cruz no Twitter.

O ministro da Defesa, general da reserva Braga Netto, decidiu usar um decreto 8798, assinado por Michel Temer em junho de 2016. O militar tem como objetivo livrar Pazuello de punições mais duras.

O decreto confere ao titular do Ministério da Defesa o poder de autorizar “oficial para ser nomeado ou admitido para cargo, emprego ou função pública civil temporária, não eletiva, inclusive da administração indireta”.

A ida de Pazuello ao ato bolsonarista revelou que o ex-ministro da Saúde mentiu na CPI da Covid, ao dizer que era favorável ao uso de máscara e ao distanciamento social para conter a propagação do coronavírus.

O presidente da CPI da Covid, Omar Aziz (PSD), afirmou, no sábado (21), que o ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello será novamente convocado para prestar depoimento no Senado Federal.

Brasil

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS