Tempo - Tutiempo.net

Inominável presidente brasileiro e o seu inferno astral/ Por Sérgio Jones

O psicopata e assassino presidente Jair Bolsonaro, sem partido, está, como se diz no popular, em uma enorme sinuca de bico. O problema é que o mal se destrói por si próprio. E a prova incontestável dessa assertiva se evidencia na atuação da desastrada administração do atual governo que tem acumulado sucessivos erros e perpetrados os mais hediondos crimes, contra os interesses da nação e de seu povo.

As urdiduras tramadas pelo inominável presidente e seus milicianos não estão obtendo os resultados almejados pela caterva. Ao afirmar que se não houver voto impresso não haverá eleição em 2022. Só conseguiu colocar do mesmo lado o ministro do STF e presidente do TSE, Luiz Roberto Barroso, e os presidentes do Senado Federal Rodrigo Pacheco (DEM) e da Câmara Federal Arthur Lira (PP), contra ele.

As visitas e os constantes deslocamentos realizados pelo mandatário e seus milicianos aos Estados da federação brasileira são fatores outros que têm se transformado em verdadeiro fiascos.

Exemplo da passagem dele pelo Estado do Maranhão, entre os dias 20 e 21 de maio, sem máscara e criando aglomeração, lhe rendeu uma multa em torno de R$ 80 mil. A aplicação veio da Superintendência da Vigilância Sanitária. Governo o Maranhão Flávio Dino (PSB).

Outro balde de água fria que está sendo jogado na fervura da gestão do inominável mandatário é a criação da Proposta de Emenda Constitucional (PEC), que objetiva proibir a presença de militares da ativa a ocuparem cargos políticos em governos.

A proposta deve dar entrada na Câmara Federal ainda essa semana. Já conta com 171 assinaturas, é de iniciativa da deputada federal Perpétua Almeida (PC do) .

Sérgio Jones, jornalista (sergiojones@live.com)

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS