Tempo - Tutiempo.net

INSCIÊNCIA

É preciso saber

Ser livre, num momento conturbado de emoções, não é aguardar a massa para formar opinião.

Sim, ser líder de si mesmo, sujeitando-se à razão que não impõe a solidão por precisarmos dividir nossa vida com outras pessoas, repartindo espaços, respeitando individualidades, se expressando como aprouver, crendo no que pode ser crível, ou dando tempo pra ciência ratificar.

Eis que, alguns, nos querem impor restrições, a despeito da Rainha Delícia, frenética, por pagamentos instantâneos de ensandecidos amantes que, de certo modo, alerta-nos para cuidar da nossa essência.

Por outro lado, por sermos finitos, nada devíamos temer, desde que não confundamos liberdade de expressão, fundamento dos direitos à dignidade, com direito de praticar crime.

Portanto, sejamos moderados, pois assim como a Lua espera o Astro Rei dormir pra aprontar na noite, nós sob os auspícios do Grau Trinta e Quatro, em virtude dos poderes que nos investimos, em 6 de setembro do ano da Graça, o Venerável Mestre Missinho, trajado de vermelho amarelado, tal qual o  Sol, abriu a sessão em graus variados, ante o nosso Patrono São Dionísio, no seu Templo dedicado ao estudo da virtude, do pecado e do saber, cujos trabalhos tomaram plena força e vigor.

Enquanto isso, longos anos vivemos com alguém e, é deselegante ousar decifrá-la, pois pensamentos levam a emoções, instiga sensações e os que amam o amor não se saciam, pois amar é desejar e amamos enquanto desejamos e, como a paixão é fugaz, nem sempre está para a mesma pessoa.

Mas, ingênuos amantes, no lugar de curtir o outro, quer modificá-lo por desconhecerem que a vida boa é aquela que conseguimos ter prazer com coisas simples e que são do alcance do nosso entender.

No entanto, se alguém não gosta de ti, que falta há de te fazer?

Siga sua jornada porque o amor não quer pertencimento, educa emoções, não é ressentido, ajusta a consciência fazendo a alma leve espantando a raiva que aprisiona o futuro e a vida por ser só uma, cuidem de render o tempo.

Conquanto, cada gesto de empatia é um mergulho para dentro de nossas próprias mazelas. Destarte, convém dedicar-se ao Templo das Virtudes, permitindo-se alguns pecados, pois ao contrario que uns julgam, deslizes não nos afastam do paraíso porque as atitudes estão ligadas à ação e à liberdade que, mesmo com embaraços é valor das sociedades democráticas, sabendo-se que os conflitos partem de indivíduos que põem em questão convenções e costumes estabelecidos. 

Posto que, as ideias de liberdade que volteiam no Trinta e Quatro, são vividas como dimensão que surge espontaneamente, valorizando as ciências políticas, a filosofia e as relações de poder por ser processo de preparação à vida e  estratégias ao inesperado, haja vista que a experiência de liberdade se associa a poder fazer escolhas e tomar decisões, valor privilegiado com expectativas e realidades conflitantes que, segundo Paulo Freire, o maior educador do mundo pensou:

“A educação é o caminho para emancipação de sujeitos para que transformem sua realidade por meio da reflexão critica”.

Feira de Santana, X de Setembro de MMXXIII.

Jessé da Costa Primo∴ membro da loja Maçônica Luz e Fraternidade 14.

OUTRAS NOTÍCIAS