Legislativo feirense: réquiem para Colbert / Sérgio Jones

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email
Começa o enconde, esconde

Tudo pronto para que seja dado o golpe final para afastar de vez os políticos quadrilheiros que tomaram de assalto o executivo municipal de Feira de Santana, e se mantiveram nele por mais de duas décadas.

Na próxima segunda-feira (30) a Câmara Municipal de Feira de Santana, puxadinho do executivo feirense estará realizando, em sessão ordinária, a sua missa dos mortos.

O assunto a dominar todo o ambiente será sem dúvida a eleição de domingo (29), e o seu resultado.

Pelo andar da carruagem, a mudança tão esperada e desejada pelo povo acontecerá. Não reelegendo o prefeito de direito e não de fato, Colbert Martins (MDB), este será afastado em definitivo, não só ele, mas por extensão, toda a corja que o acompanha politicamente.

Suas excelências do legislativo, principalmente os que não conseguiram se reeleger, estarão provavelmente atuando que nem carpideiras (profissionais femininas cuja a função consiste em chorar para um defunto alheio). Só que no caso específico, estarão chorando também pelas fragorosas derrotas deles. Só lhes restando como consolo lamber as próprias feridas.

A higienização ocorrida no legislativo feirense foi bem-vinda e necessária, mas para que a mesma seja completa é preciso levar o processo de desinfecção ao executivo, que de tão madura está caindo de podre. Só dessa forma poderemos traduzir e considerar o resultado desse pleito, como uma vitória do povo.

Os resquícios, ou seja, aqueles poucos rebotalhos políticos que conseguiram retornar à Câmara, deverão ser expurgados daquele poder, no próximo pleito. O que tornará o processo de higienização, se não total, pelo menos parcial.

Sérgio Jones, jornalista (sergiojones@live.com)

OUTRAS NOTÍCIAS