Maçonaria: O que a maioria não sabe ou faz questão de ignorar

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email
Maçonaria

A Maçonaria é uma organização rodeada de mistérios, A sua origem é cheia de impenetrabilidade. Ao longo dos séculos, as mais diferentes teorias têm surgido e sido contestadas, elevando o tema sua origem como um dos assuntos mais pesquisados de sua história.

Fica, portanto, como ponto histórico de interseção a ocorrência na primeira metade do século XVIII, mas precisamente em junho de 1717, com o surgimento da Grande Loja de Londres, considerada a primeira organização maçônica formal.

Existem diversas e distintas definições da Maçonaria, não havendo uma que seja oficial da Instituição ou mesmo que descreva satisfatoriamente o que realmente seja a Maçonaria.

Entretanto, tomando-se como referência uma definição mais abrangente de Maçonaria, presente na enciclopédia maçônica, Coil’s Masonic Encyclopédia e comumente citada em artigos acadêmicos que têm a Maçonaria como campo, vê-se a Maçonaria como “um sistema de moralidade e ética social”.

Apresentado em seu cerne características como o humanitarismo, a moral, a busca da verdade, o incentivo à reflexão. A defesa da liberdade e da dignidade do homem, a modéstia, e o estímulo à livre expressão de opinião.

Fica evidente que, sendo um sistema de moralidade e ética social, espera-se que seus membros, líderes interno e externos, sejam, essencialmente, morais, ético.

Essas características conforme Brown, Treviño & Harrison (2005), norteiam um tipo específico de liderança, chamado simplesmente de liderança ética.

No entanto, as dimensões pessoais nem sempre se aliam aos objetivos maçônicos. Natural, dada as especificidades do ser humano.

As hipótese são variáveis diante das condições comportamentais e do grau de conhecimento e disposição em “trabalhar a pedra bruta”.

Os estudos mais aprofundados sobre Maçonaria têm sido concentrados em temas como História, Sociologia e Literatura. Mesmo com deslizes comportamentais de alguns dos seus membros, pode-se afirmar que a Maçonaria é um grande sistema de moralidade e ética social.

É preciso melhor compreender as relações entre os comportamentos e suas causas, bem como os fatores que fazem surgir ervas daninha em seu campo de atuação e  os fatores que as alimentam.

Dessa forma as Obediências Maçônicas necessitam ter melhores condições de formular treinamentos, instruções, cursos e consolidar práticas que dignifiquem a organização e seus membros.

As diversidades também existem. Existem para serem superadas e transformadas.

Kennyo Ismail

Com edição de Carlos Lima

OUTRAS NOTÍCIAS