Tempo - Tutiempo.net

Menino de 6 anos morre após ser forçado pelo pai a correr em esteira para emagrecer

Pai força filho na esteira e causa seu óbito

Christopher Gregor, 29, está sendo acusado de assassinar o próprio filho de 6 anos, que estava sob seus cuidados em Barnegat, Nova Jersey, nos Estados Unidos.

O homem colocou o pequeno Corey T. Micciolo em cima da esteira em movimento e forçou a criança a correr no aparelho até a exaustão. O caso ocorreu em abril de 2021, mas só ganhou maiores proporções na quinta-feira, (2) com o início do julgamento. A mãe do garoto chorou ao ver as imagens pela primeira vez.

As imagens mostram quando Corey cai da esteira depois de correr por um tempo, enquanto velocidade e inclinação eram aumentadas pelo pai. Imediatamente e de forma truculenta, Christopher o coloca de volta no aparelho. Segundo o New York Post, o pai chega a morder a cabeça da criança, a qual ele dizia que estava “gorda demais”.

No dia seguinte ao evento, a criança acordou com dificuldade de articular palavras, problemas para andar, falta de ar, enjoos e tontura. Ele foi levado para o hospital e relatou aos médicos ter sido obrigado a correr na esteira pelo pai, que disse ao filho que ele estava muito gordo.

O menino teve uma convulsão enquanto realizava uma tomografia computadorizada. De acordo com análise profissional, a causa da morte de Corey foi apontada como “resultado de ferimentos contundentes com contusões cardíacas e hepáticas com inflamação aguda e sepse”, segundo o NY Post.

Além disso, um patologista forense teria encontrado lesões por impacto contundente no peito e abdômen da criança, com laceração no coração, contusão pulmonar esquerda e laceração e contusão no fígado.

Christopher Gregor foi preso em 2022 pelo crime de ter colocado uma criança em perigo. No entanto, uma revisão do caso por um perito do Ministério Público do Condado de Ocean, em Nova Jersey, mostrou que as circunstâncias sustentavam uma acusação formal de homicídio, de acordo com uma declaração conjunta do promotor do condado de Ocean, Bradley Billhimer, e do chefe de polícia de Barnegat, Keith Germain.

O julgamento está em andamento.

https://twitter.com/i/status/1785661795950350361

OUTRAS NOTÍCIAS