Tempo - Tutiempo.net

Milagre à brasileira só acontece em ano eleitoral/ Por Sérgio Jones

Dizem ser filho de chocadeira

A era dos milagres já pode constar no calendário folclórico brasileiro. Este ocorre durante todo o ano eleitoral, período em que pode ser considerado propício para os políticos realizarem promessas e até mesmo algumas obras  que não foram contempladas, durante todo o mandato deles,

O período eleitoral é a época em que políticos de plantão dão azo a imaginação. Mudam discursos, fazem promessas em transformar a nação em um local idílico, em um paraíso. Enquanto o povo permanece vivendo e convivendo em pleno inferno.

Paraíso mesmo só existem para eles, ou parte deles, que se lambuzam de forma desavergonhada na utilização do erário. Este sofre todo tipo de destinação que visa atender, tão somente, as mordomias de suas excelências.

Enquanto, eles prosseguem a sua marcha bizarra em franco e total desrespeito para com a dignidade das pessoas, de todas as formas magináveis e imagináveis.

Caso lapidar podemos citar como exemplo a postura adotada pelo presidente miliciano Jair Bolsonaro, em relação a deputada Maria do Rosário. Em 09 de Novembro de 2014, então deputado federal ele afirmou que não a estupraria porque ela “não merecia” por ser feia.

O filho de uma chocadeira, em diversas oportunidades, se aproveitou para fazer comentário no mais completo desabono às mulheres. Não poupou nem mesmo os seus entes queridos ao afirmar que teve filha mulher por “fraquejada”.

Em evento realizado na terça-feira (8/3), no Palácio do Planalto intitulado “Brasil pra elas, por elas e com elas”. Ele se expressou, do alto de seu cinismo, a frase lapidar: “Nós as auxiliamos, nós estamos sempre ao lado delas. Não podemos mais viver sem elas”,

Dando sequência ao seu show de insanidades citou dados trazidos pela ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, a mesma que disse ter visto Jesus subir em um pé de goiaba e conversado com ele.

Que indicam a existência de 1.933 mulheres no alto escalão do desgoverno dele, em 2021. Logo ele, um misógino declarado que por diversas vezes tem manifestado de forma reiterada, a sua aversão contra as mulheres. A quem ele quer enganar? Provavelmente a ele mesmo e ao seu gado.

Sérgio Jones, jornalista (sergiojones@live.com)

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS