Tempo - Tutiempo.net

MP de Alagoas recorre após Arthur Lira ser absolvido em ação sobre rachadinha

Arthur Lira é o candidato do presidente Jair Bolsonaro à presidência da Câmara dos Deputados

O Ministério Público de Alagoas apresentou um recurso contra a sentença da 3ª Vara Criminal de Maceió, que  absolveu sumariamente o deputado federal  Arthur Lira (PP-AL) da acusação de comandar um esquema de rachadinha em seu gabinete, na época que ele era deputado estadual .

Com o recurso, o caso deve ser levado ao Tribunal de Justiça de Alagoas para nova análise. Não há prazo para que o novo julgamento ocorra.

Antes disso, tanto o MP como a defesa de Arthur Lira devem apresentar suas argumentações a respeito do processo.

Lira é candidato à disputa pela Presidência da Câmara, com o apoio do presidente Jair Bolsonaro .

Líder do bloco chamado de “Centrão”, ele também é réu no Supremo Tribunal Federal em uma ação decorrente da Lava Jato , que ainda não foi julgada.

O caso da rachadinha ficou na primeira instância porque envolvia supostos crimes no período do seu mandato anterior.

O juiz da 3ª Vara Criminal de Maceió Carlos Henrique Pita Duarte decidiu, no início deste mês, anular as provas colhidas em uma investigação sobre esquema de rachadinha contra o deputado federal Arthur Lira (PP-AL) e, com base nisso, absolveu-o sumariamente da ação penal por crime de peculato.

O juiz não analisou o mérito das acusações, que incluem provas de transferências bancárias de assessores de Lira na Assembleia Legislativa de Alagoas diretamente para sua conta.

Duarte opinou apenas que a investigação tramitou na Justiça Federal, mas que seria da competência da Justiça Estadual, por isso todas as provas colhidas deveriam ser anuladas.

Agência Globo

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS