No México, evangélicos são presos por recusarem conversão ao catolicismo

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email
EVANGÉLICOS PERSEGUIDOS NO MÉXICO

A perseguição religiosa a evangélicos no México segue causando incidentes graves e movimentando entidades internacionais na defesa do direito à liberdade de crença.

No capítulo mais recente, um grupo de evangélicos foi preso após se recusar a adotar a doutrina católica.

O caso foi registrado no estado de Chiapas, na última semana, quando sete evangélicos se recusaram a se converter ao catolicismo e foram presos pela polícia da cidade de Las Margaritas.

Autoridades estaduais e federais foram avisadas sobre o desrespeito à liberdade religiosa e das ameaças dos católicos de expulsarem os evangélicos da cidade de forma ilegal, mas se recusaram a inverter, de acordo com denúncia da ONG International Christian Concern.

De acordo com informações do site Charisma News, o conflito religioso na cidade é antigo, e a pequena comunidade evangélica vive sob hostilidade dos católicos no município.

A Federación Inter Americana de Juristas Cristianos (FIAJC) emitiu um parecer sobre a situação dos evangélicos no país latino da América do Norte.

“Infelizmente, casos de intolerância religiosa e violações dos direitos civis básicos estão ocorrendo com frequência no México, onde os membros de religiões minoritárias são perseguidos pela religião predominante catolicismo. Eles sofrem, por exemplo, corte de energia e água, crianças são expulsas da escola e proibidos de enterrar seus mortos no cemitério público. Pouco pior é que o governo intervém nessas situações. A FIAJAC requer providências urgentes das autoridades locais para que o povo mexicano garanta a plena liberdade de expressar sua fé. Da mesma forma que está se disponibilizando para contribuir legalmente com as famílias presas”.

Tiago Chiapas

OUTRAS NOTÍCIAS