Papa confronta bolsonarismo e se posiciona contra armas

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email
Papa Francisco confronta bolsonarismo

O papa Francisco voltou a condenar “a lógica perversa” que vincula a segurança ao porte de armas.

A posição do sumo pontífice está em contradição antagônica com a de Jair Bolsonaro, que tem na distribuição de armas um dos pontos principais do seu programa de govern

“Devemos desmontar a lógica perversa que vincula a segurança pessoal ou nacional ao porte de armas. Essa lógica serve apenas para aumentar os lucros da indústria armamentista”, argumentou.

Em discurso na 75ª Assembleia Geral das Nações Unidas, o papa Francisco falou sobre também a gravidade da situação da floresta amazônica e dos povos indígenas e afirmou que é uma crise ligada à questão social, informa o UOL.

“Eu penso na perigosa situação da Amazônia e dos povos indígenas que vivem lá. Isso nos lembra que a crise ambiental é intimamente ligada à crise social e que o cuidado com o ambiente exige uma abordagem abrangente para lidar com a pobreza e combater a exclusão”, disse em discurso gravado e veiculado na sexta-feira (25).

Vaticano/Brasil

OUTRAS NOTÍCIAS