Políticos correm atrás do pote de ouro enquanto o povo morre de covid-19/ Por Sérgio Jones

Será Roma o pote de ouro de Ronaldo

Políticos amorais, infelizmente, não têm sido exceção entre nós e sim a regra. Em Feira de Santana, terrinha de Lucas, essa prática está em franca sintonia com o resto do país. Onde os interesses mesquinhos de parte dos homens públicos prevalecem, em detrimento da preservação da vida da população.

Circula na mídia local o fato de que políticos, dos mais variados naipes, já se encontram cabalando votos e simpatias do populacho, tendo como objetivo garantir sua posição na corrida para pôr as mãos no pote de outro.

O ex-prefeito Zé Ronaldo é um exemplo vivo.

Como sempre, deixa grid de largada com vantagem, o que lhe garante uma posição bastante favorável.

O povo está denominando o mesmo como papagaio de pirata. Ele tem sido visto em visitas constantes em alguns municípios da região, sempre em companhia do ministro da Cidadania João Roma, durante atos inaugurais do Governo Federal.

O que nos induz a crer que não existe espaço para o ex-prefeito feirense junto ao dublê de prefeito de Salvador e presidente do Democratas (DEM), em nível nacional, ACM Neto.

Outro exemplo de demonstrações de políticos ávidos para colocar as mãos no tão cobiçado pote de ouro. Parte do grupo do PTC através de seu presidente na Bahia, Rivailton Pinto.

Este, já está em plena articulação visando a montagem de sua chapa de deputados estaduais e federais. Ele garante já contar com algumas adesões de lideranças políticas em busca de mandato parlamentar.

Posturas como essas deixam clara a pouca ou nenhuma importância, e até mesmo empatia, por parte de suas excelências hipócritas, diante da crise que tanta dor e sofrimento tem causado ao povo brasileiro, de forma indistinta.

Sérgio Jones, jornalista (sergiojones@live.com)

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS