Tempo - Tutiempo.net

Políticos preteridos cobram uma ‘boquinha’ na gestão de Colbert Filho/ Sérgio Jones

As queixas se multiplicam por parte dos políticos, que em tese, contribuíram e apoiaram para a reeleição do prefeito de direito e não de fato Colbert Filho (MDB).

Os que se encontram na orfandade política não param de choramingar por ainda não estarem fazendo parte do grupo que já se encontra mamando nas generosas tetas profanas da viúva mais cobiçada do município, a Prefeitura Municipal.

Como é do conhecimento de todos os mortais, utilizar a máquina pública em campanha eleitoral é considerado crime. O funcionário público ou candidato pode ser multado e, em casos mais severos, pode ter o mandato cassado pela justiça.

Mas a prática que vivenciamos é totalmente outra. No último pleito eleitoral ocorrido na terrinha de Lucas denúncias não faltaram no tocante a esse tipo de supostos abusos cometidos, pelo grupo político capitaneado pelo ex-prefeito José Ronaldo de Carvalho, objetivando reeleger o seu candidato.

O grupo se encontra encastelado no poder local, há mais de duas décadas.

Passado as eleições em que o prefeito foi reeleito é hora da cobrança, as faturas não param de chegar. Como nem todos podem ser contemplados, como gostariam, as queixas se sucedem contra o governo municipal.

A mais recente parte dos políticos do PSDB de Feira de Santana, liderado pelo ex-vereador Renildo Brito. As questões em pauta são os compromissos de espaços no governo assumidos pelo prefeito Colbert Martins e José Ronaldo com o partido durante a campanha.

Enquanto isso, o grupo vencedor do pleito eleitoral pede aos seus ‘aliados’ um pouco mais de paciência. O que os aliados não demonstram ter. Estão ansiosos por uma “boquinha”. Eles têm pressa. Quanto ao quesito paciência demonstram ter muito pouca, ou até mesmo nenhuma.

Sérgio Jones, jornalista (sergiojones@live.com)

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS