Povo comenta: falta de caixinha eleitoral tem deixado edis feirenses indóceis/ Por Sérgio Jones

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

O vale tudo na caça aos votos vem ganhando vapor e consequente pressão no legislativo feirense, onde de forma frenética as suas excelências resolveram abruptamente dar demonstração de uma disposição para o trabalho, que deixou e não demonstrou ter, ao longo de quatro anos.

Todo esse aparato vem sendo articulado na busca desesperado por parte desses arremedos de legisladores, para permanecerem no poder e continuarem cometendo os mesmos erros e crimes, legislando em causa própria em detrimentos dos interesses do povo.

A câmara Municipal acaba de aprovar requerimento questionando se as empresas de ônibus Rosa e São João pagaram a outorga e ISS à Prefeitura Municipal de Feira de Santana. E já se encontra agendada para a próximo na segunda (14), a existência da elaboração de um outro requerimento a ser levado ao plenário.

Os vereadores, não mais do que de repente, querem saber como é a distribuição, validade, pagamento e valores arrecadados do vale transporte, através do cartão Via Feira.

Eles não estão nada satisfeitos com a antecipação de receita junto aos servidores públicos do Município. É autor do “laborioso” requerimento o presidente da Câmara Municipal, José Carneiro Rocha (MDB).

Os comentários que circulam no meio de parte considerável da população é que o comportamento atípico de suas excelências se devem a dois fatores: primeiro, por ser ano eleitoral e querem com isso ganhar visibilidade: segundo, pelo fato das empresas de transportes terem, provavelmente, se recusado a colaborar com a famosa caixinha eleitoral.

Se caso tenha prevalecido a segunda probabilidade aventada. Tal recusa, por parte das empresas citadas, aguçou a fúria incontida de nossos honrados e conscienciosos políticos. O que faz e “justifique”, eles partirem para a desforra.

Sérgio Jones, jornalista (sergiojones@live.com)

OUTRAS NOTÍCIAS