Tempo - Tutiempo.net

Presidente genocida promove show de horrores em data comemorativa ao dia da Independência do Brasil/ Por Sérgio Jones

O que deveria se tornar em um ato cívico, 7 de Setembro, data comemorativa a Independência do Brasil, foi transformado em um show de horrores promovido pelos zumbis políticos bolsonaristas.

Toda armação bizarra foi comandada e orquestrada sob a batuta da deplorável figura do presidente genocida Jair Bolsonaro, e a corja que o apoia.

O ato delituoso contou com a participação de uma minoria barulhenta e totalmente alheia a realidade pantanosa em que se encontra o país. Todo ele, gerado pelo capitão expulso das forças armadas e que por ironia do destino, foi guinado ao cargo de presidente da nação brasileira.

Apresentando visíveis traços de um autêntico psicopata, ele vem praticando todo tipo de atrocidades sob os olhares complacente da nação. Que diante de sua hesitação retarda em adotar medidas saneadoras que impeçam a continuidade desse ser execrável, no poder.

Em editorial a Folha de São Paulo classifica Bolsonaro como elemento criminoso. E defende o prosseguimento das investigações em curso, na apuração no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), sobre a prática de atos bestiais ocorridos em 7 de Setembro. Em que o presidente fez abertamente campanha política antecipada, o que caracteriza como abusos de poder.

Exorta as instituições para que reajam nos limites e rigores da lei, à escalada criminosa que tem permitido ameaças e todo tipo de agressões. E no final faz uma alerta sobre o comportamento do mandatário que desmoraliza os que com ele procuram contemporizar.

Sérgio Jones, jornalista (sergiojones@live.com)

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS