Rugido de Silverinha se transformou em gemido diante do ministro Alexandre de Moraes/ Por Sérgio Jones

O rugido do leão virou gemido de gatinho

O deputado Daniel Silveira (PSL-RJ) marginal que se utiliza de uma linguagem chula para defenestrar membros do Supremo Tribunal Federal (STF) e propor o fechamento do mesmo, continua chovendo no molhado.

Quando se encontrava circulando à noite desta quinta-feira (18), pelo pátio da Unidade Prisional da Polícia Militar do Rio de Janeiro, em Niterói (RJ), onde se encontra preso. Recebeu apoio de alguns seguidores acéfalos.

Após ter arrotado uma enxurrada de asneiras o comportamento de Leão exibido em suas lives se transformou em tímidos gemidos de um gatinho dócil.

Mudou o tom aguerrido de seus discursos, falou fino diante do ministro Alexandre de Moraes.

O celerado parlamentar Silveirinha foi preso na noite de terça-feira (16) após publicar um vídeo com ofensas e pedido de fechamento do Supremo Tribunal Federal (STF).

Também foi encontrado na residência dele, pela Polícia Federal, dois celulares na sala em que o deputado federal estava detido, no prédio da superintendência da corporação, no Rio de Janeiro. A PF abriu inquérito para investigar o episódio após encontrar os dispositivos.

Ligada a partido de direita a deputada Magda Moffatto (PL- GO) foi a raposa escolhida para ser a relatora do processo que discutirá a manutenção, ou não da prisão da triste figura do parlamentar, no galinheiro em que responde pelo nome de Câmara dos Deputados.

Diante do exposto, já podemos fazer uma breve estimativa e ter uma ideia mais clara de qual será o veredito. Só nos resta aguardar para ver o resultado em que o vocábulo impunidade prevalecerá sobre o manto eufemístico conhecido como imunidade parlamentar.

Sérgio Jones, jornalista (sergiojones@live.com)

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS