Tempo - Tutiempo.net

Torres: secretário meliante desdenha da Câmara e da imprensa/ Por Sérgio Jones

Omeliante secretário de Saúde, Marcelo Brito, segundo o vereador Fernando Torres

O município de Feira de Santana, fazendo a devida ressalva, de acordo com comentários que circulam na urbis é que por aqui não existe a figura de políticos, o que existe é uma confraria de garotos sapecas. Definindo melhor, um grupo de parlamentares que não merecem confiança do povo.

Comentários desse tipo já presenciei em diversas oportunidades. O baixo conceito dessa classe, diante da opinião popular, se deve aos sucessivos embates que vem sendo travados, principalmente entre os poderes legislativo e executivo.

Estes, acontecem e se sucedem de forma pouco ou nada convencional. A baixaria, xingamento, entre outras agressões verbais e até mesmo ameaças de agressões físicas, não se pode considerar como exceções, já se tornaram regras.

A entrega de um calhamaço de documentos para a CPI da Saúde da Câmara Municipal de Feira de Santana. Contendo mais de 380 mil páginas, por parte do secretário de Saúde Marcelo Britto, foi considerado pelos legisladores como uma espécie de molecagem, um ato de deboche. O que culminou em apimentadas críticas realizadas por parte de suas excelências.

Em discurso proferido na tribuna da Câmara nesta quarta-feira (9). O vereador Emerson Minho soltou o verbo: “Ele quer empurrar ‘goela abaixo’ que ele iria gastar mais se digitalizasse, será que já não existem documentos digitais na secretaria?

Porque quando fazemos documentos, já não fica na CPU do computador?

Por que quando Marcelo Britto foi depor na PF não levou essas páginas de documentos?

Por medo do delegado achar que ele estava desdenhando e ser preso. Mas aqui ele trouxe para desdenhar do povo”, desabafou.

O vereador Galeguinho se pronunciou na sequência e também externou a sua indignação: “Ele quis jogar para a galera, se achando o bonzão. Tanta coisa faltando nos postos de saúde e ele gastou quase R$24 mil em papel”, reclamou.

O presidente da Câmara Municipal, Fernando Torres (PSD), em tom explosivo, comportamento contumaz, criticou o fato do secretário Britto ter se utilizado da imprensa para dizer que o Legislativo se recusou a receber os documentos, o que não corresponde com a verdade.

“Fico estarrecido o quanto esse ‘meliante’ desdenha da Câmara e da imprensa”. insulta Torres.

Ele informou que o secretário chegou à Casa da Cidadania às 15h, sabendo que a Câmara funciona, para recebimento de documentos, das 7h às 13h horas”. E disse que a Câmara Municipal não recebeu os documentos. Ele está brincando com a Câmara”.

Sérgio Jones, jornalista (sergiojones@live.com)

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS