Vereador Edvaldo Lima a serviço do deus Mamon / Sérgio Jones

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email
Edvaldo adorando o deus mamon

O fanático, xenófobo e patético vereador evangélico Edvaldo Lima (MDB), mais uma vez transita na contramão da história ao solicitar de forma irresponsável, ao governo do Estado para que o mesmo providencie de imediato a abertura dos templos, em especial em Feira de Santana, para que possam funcionar de forma plena sob a alegação de que todo o comércio, academias e até restaurantes já foram abertos.

O que está por trás de todo esse desespero, por parte de alguns templos evangélicos, não é a doutrinação e salvação da alma de seus fiéis, mas as suas arrecadações com o recolhimento do dízimo e outras ofertas, que foram sensivelmente reduzidas. A falsa alegação de que o rebanho precisa e carece de um cuidado espiritual, é apenas pano de fundo.

Conforme foi apurado recentemente, por setores econômicos, os templos tem sofrido perdas importantes em suas arrecadações, junto aos fiéis em tempo de pandemia. Os mesmos segmentos religiosos que se recusam pagar impostos em um Estado laico. O que realmente importa para eles é cultuar o deus Momon.

O insano vereador pede para que os templos evangélicos possam funcionar com a capacidade normal. “Não podemos ficar reféns de uma pandemia o tempo todo. Tudo abriu e os templos evangélicos continuam fechados só com 50 pessoas”. São esses tipos de cristãos que vivem a pregoar a salvação eterna. Talvez por isso mesmo, demonstrem tamanho desprezo e desapego pela vida das pessoas.

Como fica evidente, o político fanático já arranjou o seu bode expiatório de estimação para pôr a culpa, o governador Rui Costa, pela situação econômica do Estado com relação ao Covid-19.

O legislador solicita a imediata revogação do decreto. Pois ao que parece, eles têm urgência de passar a sacolinha, para que possam manter de pé o comércio da fé.

Sérgio Jones, jornalista (sergiojones@live.com)

OUTRAS NOTÍCIAS