Tempo - Tutiempo.net

Bolsonaro gastou quase R$ 4 milhões em viagem ao Oriente Médio

Bolsonaro em Dubai

A viagem do  presidente Jair Bolsonaro (PL) ao Oriente Médio – que ocorreu entre os dias 12 e 18 de novembro deste ano e percorreu os Emirados Árabes, Bahrein e Cata.

Teve um custo aos cofres públicos de R$ 3,6 milhões.

De acordo com o Ministério de Relações Exteriores, o mandatário se encaminhou à região para fortalecer as relações do Brasil com os países do Golfo Pérsico.

Motivo, serem possuidores de uma grande quantidade de fundos soberanos de investimentos.

Entre os recursos destinados para a alimentação e a hospedagem, foram quase R$ 2 milhões.

Outros R$ 373 mil foram gastos para custear as passagens do presidente ao continente asiático e dos seguranças do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), assessores e a comitiva dos ministros.

O Itamaraty revelou – através da Lei de Acesso à Informação (LAI), requisitada pelo portal Metrópoles – que 28 pessoas integraram a comitiva presidencial.

Entre estes, 18 encontram-se em cargos ligados à Presidência – o caso de ministros, secretários e assessores. Outros 10 pertencem à pasta de Relações Exteriores.

Enquanto o povo passa fome, Bolsonaro gasta quase quatro milhões fazendo turismo. Nada de investimento para o país.

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS