Tempo - Tutiempo.net

CEO da Petrobras cita dívida da Venezuela com Brasil que pode resultar em negócios com a estatal

Presidente da Petrobrás Jean Paul Prates

Segundo o presidente, a estatal está negociando com a China, Índia, Kuwait e Catar para atuação conjunta em diversos projetos. Ao mesmo tempo, a empresa também está considerando trabalhar mais próxima da Venezuela.

O presidente da Petrobras, Jean Paul Prates, disse nesta quarta-feira (7) que a estatal está em negociações com outras empresas petrolíferas nacionais na China, Índia e Oriente Médio, incluindo a Kuwait Petroleum e a Catar Energy, para colaborar em projetos energéticos.

“Temos dois grupos de países asiáticos com os quais estamos interagindo muito neste momento e construindo relações neste momento: os países do golfo [Pérsico], a Índia e a China”, disse Prates citado pela Reuters, acrescentando que “vamos nos reunir com a Kuwait Petroleum”.

A Petrobras também pretende trabalhar com o Catar em projetos de gás natural liquefeito (GNL), possivelmente na África Ocidental ou no Brasil, disse ele.

“O [oceano] Atlântico é o nosso ambiente operacional preferido. Isso significa África Ocidental, Brasil, Guiana e Margem Equatorial. São nessas áreas que vamos nos concentrar […] cada um apostando em sua expertise, trazendo-a para o Brasil ou para a América Latina”, informou.

OUTRAS NOTÍCIAS