Crescimento esperado para a Bahia supera o do país

 

A Bahia deve fechar o ano com expansão do Produto Interno Bruto (PIB) de 2,7%. Este desempenho é um pouco maior do que a média esperada para o Brasil – 2,5% de acordo com o Banco Central. A projeção do crescimento estadual é da Superintendência de Estudos Econômicos (SEI), da Secretaria do Planejamento do governo baiano. O diretor-geral do órgão, Geraldo Reis, tomou como base o desempenho do PIB no terceiro trimestre, divulgado ontem pela autarquia.

Entre julho e setembro, o PIB baiano teve alta de 3,4% em relação a igual período de 2012; já no comparativo do terceiro trimestre deste ano com o trimestre imediatamente anterior, houve retração de 0,48%. No acumulado de outubro/12 a setembro/13, a Bahia cresceu 3,3%.

Em todos os cenários, o estado ficou acima da média nacional (2,2%, -0,5% e 2,3%), respectivamente. Geraldo Reis avalia que o resultado da relação do 3º trimestre com o 2º trimestre está longe de indicar uma retração da dinâmica econômica baiana. Foi vista como variação sazonal já esperada. A seu ver, o número resulta de um efeito estatístico do comparativo com a expansão maior verificada entre maio e junho e da influência da realidade nacional. “O resultado do PIB do terceiro trimestre de 2013 foi bastante satisfatório, considerando o contexto da economia nacional. No acumulado dos 12 meses, o incremento de 3,3% na economia baiana, enquanto o Brasil cresceu 2,35”, observou.

Para o superintendente da SEI, os aumentos da taxa Selic este ano e as discordâncias a cerca da taxa de retorno das concessões entre o que o governo federal propõe e o mercado quer acarretaram um recuo entre julho e agosto últimos.

Fonte: Adriano Villela

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS