Funcafé repassa R$ 5,5 milhões para pesquisa da Embrapa

Café do Brasil

A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) receberá R$ 5,5 milhões do Fundo de Defesa da Economia Cafeeira (Funcafé) para desenvolver 92 projetos de pesquisa e 496 planos de ação de fomento ao setor até o fim de 2017, informou hoje (26) o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Os projetos incluem transferência de tecnologia nas áreas de sustentabilidade da cafeicultura de montanha, mão de obra escassa e de alto custo, estresses bióticos (insetos-pragas, fungos, bactérias, vírus e nematoides) e abióticos (déficit hídrico), qualidade e marketing para rentabilidade e deficiência dos processos de transferência de tecnologia.

O objetivo é otimizar processos para redução do custo de produção, via mecanização, e desenvolver estudos de viabilidade econômica, social e ambiental.

Sobre a escassez e alto custo da mão de obra, o ministério acrescentou que a meta é aperfeiçoar a capacitação da força de trabalho e adaptar a eficiência das máquinas aos diversos sistemas produtivos.

Quanto aos estresses bióticos e abióticos, serão contemplados projetos que objetivam a redução dos efeitos de mudanças climáticas nas lavouras de café.

Também será incluído o desenvolvimento de cultivares adaptadas às diferentes regiões produtoras, de acordo com tolerância e resistência a pragas e doenças.

O setor pretende também aprimorar o maquinário para colheita e pós-colheita, de modo a preservar e melhorar a qualidade do café brasileiro.

Com isso, o setor espera a agregação de valor e pesquisas mercadológicas para definição de estratégias de promoção comercial em diferentes mercados.

O Consórcio Pesquisa Café, criado em 1997 e coordenado pela Embrapa Café, tem a missão de conjugar recursos humanos, físicos, financeiros e materiais das instituições consorciadas para viabilizar o desenvolvimento dos projetos de pesquisa da produção e da indústria cafeeira.

Nesses 15 anos de atuação foram desenvolvidos mais de mil projetos de pesquisa sobre os diversos temas de interesse dos cafeicultores.

Stênio Ribeiro

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS