Ganhos com ouro chegam a 23,59%, perdendo apenas para o dólar em 2015

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email
Ouro Puro

As negociações com ouro acumularam, em 2015, ganhos de 23,59% na comparação com o ano anterior, perdendo apenas para o dólar, de acordo com o Banco do Brasil (BB), o principal custodiante de ouro do mercado brasileiro, com quase um terço do volume negociado.

No banco, o volume negociado chegou a R$ 93 milhões referentes a 2.306 contratos.

Em 2014, o Banco do Brasil negociou R$ 56 milhões em 1.376 contratos. Ou seja, de 2014 para 2015, o BB registrou crescimento de 66% em volume de negócios com o ativo.

No país, o total de negócios realizados na Bolsa de Mercadorias e Futuros de São Paulo (BM&FBovespa) no ano passado chegou a 3.095, totalizando cerca de R$ 300 milhões.

Em 2014, o total de negócios realizados na BM&FBovespa foi 2.381, somando cerca de R$ 309 milhões.

O BB atua neste mercado em duas modalidades de investimento: lingote, comercializado em barras de 250 gramas (g); ou escritural, comercializado em múltiplos de 25g, modalidade destinada aos clientes que acompanham a variação da cotação do metal, sem a necessidade de retirada física do ouro.

Do total negociado pelo Banco do Brasil, a modalidade escritural corresponde a 74% das operações.

O volume reflete a entrada de pequenos investidores no mercado, já que o valor de aplicação corresponde a 10% das negociações com o ouro lingote, informou o banco.

O Banco do Brasil informou ainda que vai oferecer, “em breve”, a compra e venda do ouro na modalidade escritural pela internet e dispositivos móveis por meio da sua nova plataforma home broker.

Denise Griesinger

OUTRAS NOTÍCIAS