Tempo - Tutiempo.net

Lula reitera compromisso fiscal do Brasil após reunião com Haddad e dólar amanhece operando em baixa

HADDAD E LULA

Nesta quinta-feira, a moeda norte-americana opera em forte queda em comparação com a alta de terça-feira (2) — quando bateu R$ 5,70 — atribuída por muitos analistas do mercado financeiro aos ruídos provocados pelas falas do presidente Luiz Inácio da Silva acerca dos gastos do governo e da postura combativa que Lula tem adotado à figura do presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto.

Após a avaliação do mercado e poucas horas depois de ter se reunido com o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, Lula aproveitou o lançamento do Plano Safra para a agricultura familiar para afirmar que a “responsabilidade fiscal é um compromisso” do governo e que o Executivo “não joga dinheiro fora”.

“Se vocês [produtores rurais] fizerem acontecer, vamos produzir mais, o povo vai comer mais e teremos uma política econômica sem causar sobressaltos a ninguém, que vai fazer o país crescer e continuar fazendo transferência de renda e ao mesmo tempo continuar com responsabilidade.

A gente aplica o dinheiro que é necessário, gasta com educação e saúde o que é necessário, mas a gente não joga dinheiro fora. Responsabilidade fiscal não é palavra, é compromisso desse governo desde 2003 e a gente manterá à risca”, afirmou Lula durante o evento.

A disparada especulativa do dólar reagiu logo após a declaração do presidente indicando que os ânimos do mercado haviam arrefecido após o compromisso reiterado do governo com a meta fiscal, demonstrando um tom mais positivo especialmente após as falas de Haddad.

“Tivemos a oportunidade de nos reunirmos três vezes hoje. Lula me pediu que falasse para vocês. Primeira coisa que o presidente determinou é cumprir o arcabouço fiscal. Não se discute isso. São leis que regulam as finanças no Brasil e serão cumpridas. O arcabouço será preservado a todo custo”, afirmou o ministro, em coletiva de imprensa.

Depois de um dia inteiro de reuniões, o ministro Haddad anunciou um corte de R$ 25 bilhões em despesas e disse que Lula determinou que seja cumprido o arcabouço fiscal.

Até a publicação desta matéria, o Ibovespa, principal índice acionário da bolsa de valores brasileira, opera em alta.

AGÊNCIA BRASIL

OUTRAS NOTÍCIAS