O Messias diz: quem apoia isolamento social é “tirano” e medida trará “fome e miséria”

Baixas já programadas pelo presidente da República

Jair Bolsonaro voltou a atacar na manhã neste sábado (16) as medidas de isolamento social adotadas por governadores para conter o avanço do Covid-19 no Brasil que já causou 14.962 mortes.

Segundo o ocupante do Planalto, “o desemprego, a fome e a miséria será o futuro daqueles que apoiam a tirania do isolamento total”.

Bolsonaro promoveu, durante a semana, uma verdadeira cruzada contra os governadores que apoiam as medidas de isolamento social, chegando ao ponto de fazer um decreto incluindo salões de beleza, academias e barbearias como atividades essenciais.

Os governadores negaram a reabertura dos serviços, baseando-se na decisão do STF que garante autonomia a prefeitos e governadores determinarem medidas para o enfrentamento ao coronavírus. (reuteres)

Na realidade Bolsonaro decretou guerra a vida do povo brasileiro.

As mortes significam baixas necessárias parasua vitória. (cljornal)

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

OUTRAS NOTÍCIAS