Petróleo americano cai abaixo de zero

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

Os mercados globais testemunharam um evento sem precedentes na História: o preço do barril do petróleo cru americano caiu para – US$ 37,63 dólares nesta segunda-feira (20/04). Com isso, a commodity atingiu um preço negativo.

Ou seja, os vendedores estavam dispostos a pagar US$ 37,63 para os clientes que quisessem fechar contratos de compra de petróleo para maio e aliviar os estoques. Há um ano, o preço desse mesmo barril era de US$ 66.

A explicação para é razoavelmente simples: com a paralisação forçada da economia mundial para tentar conter a pandemia de coronavírus, a demanda por derivados de petróleo caiu drasticamente, as refinarias reduziram a compra de óleo cru para transformar em combustíveis e os estoques de petróleo aumentaram a ponto de os produtores americanos não terem mais onde estocar sua produção a partir de maio.

Há estimados 160 milhões de barris de petróleo em estoque em todo mundo. Os produtores americanos passaram a recorrer a navios-tanque alugados para abrigar essa produção, o que fez com que o preço da mercadoria desabasse.

“Há pouco que se possa fazer para impedir que o mercado sofra mais perdas no curto prazo. Os refinadores estão rejeitando barris de petróleo cru em um ritmo histórico e com os níveis de armazenamento dos EUA subindo rapidamente, as forças do mercado infligirão ainda mais dor até atingirmos o fundo do poço, ou a epidemia arrefecer, o que ocorrer primeiro. Nesse momento, o fundo do poço é mais provável”, afirmou Michael Tran, diretor gerente de estratégia global de energia da RBC Capital Markets, à Bloomberg.

BBC NEWS

OUTRAS NOTÍCIAS