Tempo - Tutiempo.net

Casal vai celebrar aniversário em restaurante e passa por humilhações e racismo

Racismo no restaurante Hannover

Casal chamou a polícia após série de humilhações e descaso em restaurante. Noite que seria de celebração se transformou em pesadelo. “Estamos abalados até agora”

Janaína Coelho e Kléber de Souza registraram um boletim de ocorrência após serem vítimas de racismo no restaurante de fondue Hannover, no Tatuapé, em São Paulo.

O episódio aconteceu na quarta-feira (19) quando funcionários do local menosprezaram a presença do casal, que havia feito uma reserva antecipada.

Em entrevista à TV Globo, o casal narrou os acontecimentos. Segundo eles, o pagamento de R$ 237,60 — valor do rodízio de fondue — havia sido feito antes da data na qual seria comemorado o aniversário de Kléber.

“A gente gosta de sentar um do lado do outro, não de frente, como muitos casais costumam fazer. Primeiro pedido que a gente fez foi para a gente sentar num local um do lado do outro.

Aí já tivemos uma negativa bem afirmativa, sendo que a gente chegou cedo e o salão do restaurante estava vazio”, afirmou o homem.

Ainda que com poucas mesas ocupadas, o atendimento demorava de 15 a 20 minutos. Janaína disse que mesmo acenando para os funcionários, eles a ignoravam, enquanto outros casais eram servidos com excelência.

“Ele [funcionário] não falou nem boa noite para a gente. Só disse ‘vocês já fizeram o pagamento’? Eu falei ‘está aqui’ e mostrei no celular. E ele disse ‘vou checar’. Mas nós já estávamos mais de 15 minutos esperando”, alegou ela.

“Eu levantava a mão, acenava, pra ver se alguém vinha atender a gente e as pessoas não vinham. Não notavam a gente. Não davam atenção pra gente”, declarou Kléber.

“Chegaram mais três ou quatro mesas depois de nós. E eles já estavam sendo atendidos, comendo. E nós, nem sequer uma água”, contou Janaína.

Os dois disseram que foram até uma mulher que seria a gerente do local, de nome Chris. Ela teria apenas se desculpado de maneira despreocupada. Depois, o casal chamou a polícia.

A polícia vai apurar o caso e deve pedir imagens das câmeras de segurança do restaurante e ouvir funcionários. Os dois contaram que foram pra outro estabelecimento comemorar o aniversário do Kléber de Souza, mas que o episódio estragou a noite deles.

 “Nós saímos muito constrangidos, tristes, nos sentindo humilhados. Porque, independente de raça e de cor, de como esteja vestido, se você entra num estabelecimento, acho que tem que ter o respeito e não pode ter ideia mal concebida. A gente tentou reverter, porque era aniversário dele ainda, mas nós estamos mexidos até agora com isso. Foi um dia muito reflexivo pra nós”, desabafou Janaína.

Até a publicação deste texto, o restaurante Hannover ainda não se pronunciou oficialmente sobre o episódio.

RPP

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS