Prefeito encerra Jornada Pedagógica e considera o encontro proveitoso

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

Com a platéia formada por mais de 300 diretores e vice-diretores lotados nas 211 escolas da rede municipal de ensino, o prefeito José Ronaldo de Carvalho encerrou, na tarde desta quinta-feira (14), no Teatro Ângela Oliveira, do Centro de Cultura Maestro Miro, a Jornada Pedagógica 2013, coordenada pela Secretaria de Educação.

 

Em sua fala, o prefeito José Ronaldo reafirmou os compromissos com o setor educacional, tendo como um dos principais pressupostos da sua administração o diálogo permanente com os professores, com o objetivo de construírem juntos o planejamento concatenado dos programas elencados até 2016, entre eles o de por fim as salas anexas construindo novas escolas, e o de elevar o Índice de Desenvolvimento Escolar do Ensino Básico (Ideb).

 

Sob a coordenação da secretária de Educação Jayana Ribeiro, o segundo momento da participação do chefe do Executivo feirense na Jornada Pedagógica foi marcado por uma sessão de inúmeras indagações oriundas das perspectivas e inquietações dos dirigentes, muitas delas voltadas à manutenção da estrutura física das unidades de ensino do município, além de questionamentos relacionados aos direitos consagrados legalmente à categoria.

 

Dentre as perguntas que pululavam da platéia, por exemplo, uma diretora quis saber do gestor municipal se ele “colocaria computadores nas escolas que foram inauguradas com salas de informática, na gestão passada, mas sem este equipamento”, o que foi respondido afirmativamente.

 

“E quanto aos condensadores de água, o que será feito? Estão todos quebrados…”, indignou-se outra diretora, enquanto a sua colega, também de forma apócrifa, mostrando preocupação com a saúde e a alimentação do alunado, queria saber se haveria encontros periódicos para avaliar a merenda escolar, ao enfatizar que nos anos anteriores “muitas vezes eram servidos às crianças beijus e biscoitos que elas não conseguiam comer por estarem duros e jogavam uma nas outras, desperdiçando o alimento e causando conflitos nas salas de aula”.

 

Solícito às indagações e respondendo a todas elas objetivamente e com base nas disposições legais e financeiras do Município, José Ronaldo considerou o encontro proveitoso e afirmou que “as reivindicações dos diretores e vice-diretores são legítimas, e saio deste encontro com o compromisso firmado de que vamos fazer um grande trabalho pela Educação de Feira de Santana”.

Fonte: Secom

OUTRAS NOTÍCIAS