Tempo - Tutiempo.net

Professora é premiada por criar projeto que ensina alunos a se protegerem de abusos sexuais

Professora Flaviana Bárbara ganha prêmio nacional

“Meu Corpo é Tesouro”: Entre 3,5 mil concorrentes, projeto de professora da educação infantil foi o vencedor de prêmio nacional do Sebrae

“Meu Corpo é Tesouro!” é o projeto que levou a professora Flaviana Bárbara de Souza ao primeiro lugar do Prêmio Educador Transformador 2024.

Usando um jogo chamado “Semáforo do Toque”, a professora ensinou alunos da educação infantil, de 2 a 5 anos, a se protegerem de abusos sexuais.

Flaviana é professora do segundo ano da educação infantil no colégio Aprendizado Marista Padre Lancísio, em Silvânia, no sudeste de Goiás.

Com o retorno dos alunos à escola após a pandemia da Covid-19, a professora enfrentou um desafio: a curiosidade das crianças com os corpos dos colegas.

“Eu aproveitei [a curiosidade] para trabalhar o respeito com o corpo do colega, a higiene pessoal e a prevenção ao abuso sexual”, explicou Flaviana.

A professora usou as cores do semáforo para ensinar as crianças as regiões dos corpos onde podem ou não haver toques: verde para “pode tocar”, amarelo para “atenção” e vermelho para “não pode”.

O “Meu Corpo é Tesouro!” foi desenvolvido ao longo do ano de 2022 com os alunos da educação infantil.

A professora destaca que o trabalho foi realizado com muito zelo e atenção. Para ela, os resultados foram alcançados porque as crianças entenderam a importância e a necessidade do cuidado com o corpo e a prevenção ao abuso sexual. Além disso, ela comemora que as famílias elogiaram o projeto.

“No final de 2022, os pais vieram pegar os materiais dos estudantes e, assim, foi muito gratificante ouvir o efeito [do projeto] em casa”, comemorou.

Prêmio nacional
Entre mais de 3,5 mil inscrições, o projeto de Flaviana venceu o prêmio promovido pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), na categoria Educação Infantil.

Para ela, além do prazer de ensinar, esta é mais uma forma de ter o trabalho reconhecido.

“Nós enquanto educadores merecemos ser valorizados, muito obrigada”, agradeceu Flaviana em uma publicação nas redes sociais.

OUTRAS NOTÍCIAS