Trote que obrigou estudante a pôr pênis de boi na boca será apurado

A Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB) apura uma denúncia feita ao Ministério Público por uma estudante de Agronomia de 22 anos que diz ter sido obrigada a pôr na boca testículos e pênis de boi durante trote no campus de Vitória da Conquista. O caso ocorreu na sexta-feira (4) passada.

De acordo com depoimento da estudante ao Ministério Público, ela estava na segunda semana de aula do 1º semestre quando foi pressionada a participar do trote pelos colegas. Ainda segundo o relato, os veteranos disseram que se ela não participasse, seria pior. A aluna aceitou, mas teria dito que era “alérgica a tudo”. O reitor da UESB, Paulo Roberto Pinto Santos, disse que já autorizou a instauração do processo de sindicância. “Essa não é a forma de receber os nossos alunos da nossa Universidade”, afirmou.

Fonte: Redação

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS