Feldman diz que CBF não deve adiar Palmeiras x Flamengo

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email
Walter Feldman, diretor geral da CBF

O secretário-geral da CBF, Walter Feldman, adiantou que o pedido do Flamengo de adiamento do confronto de domingo com o Palmeiras, em São Paulo, deve ser negado. Em entrevista à Rádio Bandeirantes, o dirigente disse que o protocolo está funcionando perfeitamente e ressaltou que o alto número de inscritos serve para os clubes terem jogadores suficientes mesmo com casos elevados de Covid-19 para eventuais rodadas dos campeonatos.

A CBF adiou oito jogos nas quatro divisões do futebol brasileiro até o último fim de semana. Feldman disse que a “lógica” e a “tendência” é de negativa ao pleito do Flamengo. A entrevista foi ao ar antes de novos casos do time carioca serem divulgados no início desta tarde de quarta-feira.

– Já fizemos quase 300 jogos com rigor absoluto na área de segurança sanitária, testes antes e depois, e não é só a Série A, a B, a D, nos mais profundos rincões do Brasil e tudo absolutamente perfeito. Com protocolo sendo atendido. E respeitando que, quando clube tem os seus infectados, ele separa (jogadores) e continua jogando.

A não ser que não tenha plantel mínimo para poder entrar em campo e fazer a substituição. Não é o caso do Flamengo agora. O Flamengo tem 40 inscritos, por mais que tenha número elevado, ainda tem plantel bastante viável. Então deve acontecer o jogo – disse Feldman.

Neto: Se o Flamengo tem 40 inscritos, você pode jogar futebol com sete jogadores, certo? A regra diz isso. Se eles têm 40 inscritos, se tiver 20 com Covid, sobram 20. Goiás teve 15 e eles jogaram. CSA jogou, não é verdade?

Feldman: É isso mesmo, você definiu até melhor que eu. Se tiver quantidade mínima suficiente para entrar em campo, entra em campo. A UEFA, inclusive, está colocando números semelhantes ao que você falou. Evidentemente tem plantel para entrar em campo, fazer substituição e o jogo deve acontecer.

Se a CBF receber pedido de adiamento do Flamengo não vai aceitar?

Feldman: Veja bem, nós recebemos ontem à noite oficialização disso pela Diretor de Competições. Estou apenas adiantando a lógica que a CBF tem adotado. Deve ser aplicada nesse jogo também. Deve acontecer a resposta oficial nas próximas horas. Mas a tendência é essa.

A regra é igual para todos, certo?

Feldman: Exatamente. Estamos trabalhando muito isso. Para nós da CBF não tem isso. Goiás, Flamengo, Atlético-MG, Bahia, todos são tratados de forma absolutamente igualitária.

Redação do Ge

OUTRAS NOTÍCIAS