Fifa diz que Copa das Confederações está mantida

Em nota divulgada na manhã desta sexta-feira (21), a Fifa disse que reconhece e apoia a liberdade de expressão e o direito de livre manifestação e condena todos os tipos de violência.

A Fifa também disse que tanto a entidade quanto o Comitê Organizador Local (COL) e o governo federal “em nenhum momento discutiram ou sequer consideraram o cancelamento da Copa das Confederações”.

A entidade informou que até o momento não recebeu pedido de nenhuma equipe para deixar o Brasil.

Segundo o porta-voz da Fifa, Pekka Odriozola, “ninguém estava esperando” as manifestações que, entre as muitas queixas, criticam os gastos do governo para a realização da Copa do Mundo de 2014.

O porta-voz do COL, Saint-Clair Milesi, disse que a entidade estava preparada para cenários relativos à segurança do torneio, mas admitiu ter sido pego de surpresa.

“Do lado operacional, para as medidas de segurança, nós pensamos em muitos cenários, mas não esperamos que isso fosse acontecer. Você precisa estar preparado para qualquer coisa”, disse, acrescentando que trata-se de um boato a informação de que a Itália tenha considerado abandonar a competição.

Quanto à Copa do Mundo, o porta-voz da Fifa, Pekka Odriozola, disse que a organização deve estudar a situação. “Faremos análises após a Copa das Confederações, para avaliar o que deu certo e o que deu errado”, afirmou.

Já sobre o apedrejamento de um ônibus da Fifa em Salvador, na quinta-feira (20), informou que ninguém ficou ferido porque os veículos estavam estacionados, vazios, quando foram alvejados por manifestantes.

O presidente da Fifa, Joseph Blatter, não está mais no Brasil, mas monitora os acontecimentos à distância.

Fonte:

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS