Jodilton: Respeite o nome e as cores de Feira de Santana

O Bahia de Feira, o ‘Tremendão’ morreu.

O professor Clovis Tamaiana, em postagem no facebook, fez a melhor interpretação da atitude adotada pelo empresário e dublê de cartola, Jodilton Souza, ao dizer que:

“Jodilton trocou a memória do Bahia de Feira por 30 moedas”. Outro torcedor afirmou que “Jodilton transformou Feira de Santana no quintal do Vitória”.

Outros afirmam que o dublê de empresário e cartola, usou o nome de Feira de Santana e desrespeitou a sua bandeira. As côres da cidade passaram a ser vermelha e preta, por vontade de uma única pessoa.

Outros torcedores estão agora reconhecendo que a diretoria do Fluminense tinha razão quando expurgou Jodilton da Diretoria do Fluminense de Feira Santana Futebol Clube.

Antonio de Maria ligou para nossa redação e fez o seguinte comentário:  “É melhor jogar na segunda divisão do futebol baiano com dignidade do que virá capacho na primeira divisão”.  

“Todos os feirenses devem repudiar essa atitude desse peseudo cartola. Devemos Exigir que o nome e as cores de Feira de Santana sejam respeitados,” disse Pedro Américo.

Não podemos permitir tal situação. Alguns feirenses já se mobilizam para fazer consultas, na área jurídica, visando proibir o uso do nome da cidade nessas circunstâncias.

Vejamos um trecho do texto do professor Tamaiana no facebook.

“A lamentável atitude de Jodilton troca a memória da sua cidade natal por trinta dinheiros e substitui os pertencimentos por alguns cifrões a mais na sua conta bancária e é a reprodução do interminável ciclo de esquecimento a que parece ter sido condenada a terra dos feirenses, um lugar onde afetos são substituídos por moeda.’

Fonte: Redação

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS