Justiça barra Flamengo de aumentar preço dos ingressos da final da Copa do Brasil

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

 

O juiz Marcello Rubioli, do Juizado Especial do Torcedor, do Tribunal de Justiça do Rio, determinou nesta quinta-feira (14) que o Flamengo limite o aumento do preço do ingresso para a final da Copa do Brasil em 100%. Com isso, o preço mínimo será de R$ 120 para os setores mais baratos, chegando a R$ 320. Anteriormente, as entradas variavam de R$ 250 a R$ 800.

A decisão foi tomada depois de uma liminar movida pelo promotor Paulo Sally, do Ministério Público, na noite da última quarta-feira. A ação pedia o bloqueio das vendas nos atuais valores e o acréscimo percentual máximo nos preços de 70%. A argumentação se baseava no aumento máximo de 83% dos bilhetes da Copa do Mundo entre a semifinal e a final do torneio.

O pedido de reembolso imediato a quem já comprou o ingresso foi negado e será avaliado posteriormente, segundo a sentença. O Flamengo deve recorrer nas próximas horas para tentar cassar a liminar obtida pelo Ministério Público.

O promotor da 4ª Promotoria de Justiça de Defesa do Consumidor do MPRJ havia aberto inquérito para investigar o preço abusivo do ingressos para a decisão.

“Se fosse 70% seria mais justo, só não poderia ser a extorsão que estava sendo cometida. Consegui viabilizar o consumidor que poderia não ir ao jogo por causa do valor a ter essa possibilidade, essa a intenção”, disse Paulo Sally, que não vai recorrer da decisão.

O promotor encaminhou um ofício ao consórcio Maracanã S/A e ao Flamengo para eles prestarem informações em 48 horas sobre o aumento e para ajustar o preço nos termos do Código de Defesa do Consumidor, mas se antecipou à resposta devido a negativa do clube.

O aumento hoje varia de 150% a 500% em relação ao praticado no último jogo da competição, o que seria considerado abusivo.

Fonte: Diogo Dantas

OUTRAS NOTÍCIAS