Polícia identifica suspeito de ter arremessado vaso sanitário do Estádio Arruda

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

As polícias Militar e Civil de Pernambuco detiveram um suspeito de ter participado do assassinato do torcedor Paulo Ricardo Gomes da Silva, que morreu na última sexta-feira (2) ao ser atingido por um vaso sanitário após o jogo entre Santa Cruz e Paraná, no estádio do Arruda, Zona Norte do Recife.

Segundo informações extraoficiais, Everton Felipe Santiago de Santana, de 23 anos, detido em uma escola no bairro de Ouro Preto, em Olinda, no Grande Recife, confessou o crime e apontou outras duas pessoas envolvidas com o incidente.

De acordo com a polícia, o suspeito tentou negar o caso, porém informações apontaram que, em mensagens no celular, Everton discutiu o caso com amigos e confessou não querer ir para o “inferno”, referindo-se à cadeia. A confissão, entretanto, ainda não foi confirmada.

O jovem não quis falar com a imprensa e foi encaminhado à Delegacia Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP), no bairro do Cordeiro, Zona Oeste do Recife.

O arremesso do vaso deixou outras três pessoas feridas, mas não apresentam risco de morte. O torcedor fazia parte de uma torcida organizada do Sport, time rival do Santa Cruz.

Ele estava na torcida organizada do Paraná para tirar fotos dos paranaenses. O confronto, pela Série B do Campeonato Brasileiro, terminou empatado em 1×1.

Após o acidente, o estádio do Arruda foi interditado e não poderá sediar os dois próximos jogos do Santa Cruz – um pela Copa do Brasil (07/05) e outro pelo Campeonato Brasileiro (10/05).

Além desta punição, o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) proibiu as torcidas organizadas do tricolor pernambucano de frequentarem qualquer estádio brasileiro até que as investigações sejam concluídas.

O caso virou notícia em diversos portais do Brasil e do mundo. Jornais europeus, a exemplo do Marca (Espanh), do Mirror (Inglaterra) e do La Gazzetta dello Sport (Itália) repercutiram o incidente.

O inglês Daily Mail noticiou o fato e relembrou que o Recife será uma das sedes da Copa do Mundo de 2014.

A presidente Dilma Rousseff (PT) também se pronunciou acerca do caso, e afirmou ser urgente a implantação de delegacias em estádios de futebol.  

Fonte: Diário de Pernambuco

OUTRAS NOTÍCIAS