Schumacher teve parte do crânio removida

 

Michael Schumacher teve uma pequena parte do crânio removida pelos médicos do Centro Hospitalar Universitário de Grénoble, na França. A informação é do jornal alemão “Bild”. A tentativa é de aliviar a pressão intracraniana, mas o procedimento traz riscos de hemorragias cerebrais e infecção. O estado dele ainda é crítico, porém, estável.

 

O neurocirurgião suíço Frédéric Rossi afirmou que os riscos da cirurgia “variam de inchaço até sangramento pela abertura da membrana externa do cérebro”. Ainda segundo a publicação, a equipe médica realizará novos exames em Schumacher nos próximos dias, para reavaliar quais partes do cérebro do ex-piloto estão funcionando e quais estão dormentes.

 

Schumacher sofreu um acidente de esqui em Méribel, na França, em 29 de dezembro. Ele escorregou e bateu a cabeça em uma pedra, partindo o capacete em dois. Levado para o hospital de helicóptero, Schumi está em coma induzido há 15 dias. A família o acompanha de perto.

Fonte: Redação

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS