Tempo - Tutiempo.net

3ª Bienal da Bahia é aberta com cortejo de pessoas despidas

A 3ª Bienal da Bahia foi aberta na noite da última quinta-feira (29), no Museu de Arte Moderna (MAM), no Solar do Unhão, em Salvador. No evento, cujo tema “É tudo Nordeste”, o visitante tem à disposição 20 peças da exposição itinerante “No Litoral é Assim”, que até 7 de setembro passa ainda por outras dez cidades do interior baiano, e reúne 14 nomes de importância nacional e internacional, entre os quais Yoko Ono e a arquiteta italiana Lina Bo Bardi.

 

Um dos destaques da festa de abertura, no entanto, foi o cortejo “Homens Invisíveis”, uma performance da artista portuguesa Luisa Mota integrada por cerca de 80 pessoas recrutadas pela internet. A artista cumpriu o trajeto do MAM até o Passeio Público, no bairro do Campo Grande, levando às ruas homens e mulheres totalmente despidas ou vestidas com material utilizado pela Nasa.

 

Exposições, oficinas e performances artísticas serão realizadas em dezoito cidades baianas e em trinta espaços diferentes da capital, tudo de graça.

 

A noite de abertura começou com uma apresentação da cantora lírica Inaicyra Falcão, filha do Mestre Didi, acompanhada de 33 alabês.

 

Fonte: G1/ Foto: web.

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS