Tempo - Tutiempo.net

AGORA SERVE: PLANO DE AÉCIO TEM AUMENTO DO BOLSA-FAMÍLIA

Na Bahia, o quarto maior colégio eleitoral brasileiro e reduto da presidente Dilma Rousseff e do ex-presidente Lula na eleição de 2010, o candidato à Presidência pelo PSDB, Aécio Neves, lançou hoje (23) o programa “Nordeste Forte”.

Para dar visibilidade ao evento convocou os principais líderes tucanos da região, casos do governador de Alagoas, Teotônio Vilela, Cássio Cunha Lima, candidato ao Senado pela Paraíba; e Silvio Mendes, candidato a vice-governador do Piauí.

E com o objetivo de conseguir uma vitrine para o partido na região, o programa tem 44 ações, dividido em sete eixos: Infraestrutura e Competitividade; Semiárido; Combate à Pobreza; Qualidade de Vida; Segurança Pública; Educação, Ciência e Tecnologia; e Juventude.

Aécio disse que o Nordeste Forte ressalta a necessidade de planejamento para todas as ações desenvolvidas – em curto, médio e longo prazo – o aumento de recursos destinados para a região, além de seu desenvolvimento econômico.
Entre tantas, uma das promessas é a de que as famílias nordestinas terão uma renda per capita mínima de US$ 1,25 por dia.

O candidato também prometeu evoluir o bolsa-Família ao ponto de torná-lo uma “política de Estado”. Garantiu levar o programa Saúde da Família para todos os nordestinos e tirar do papel as obras de infraestrutura da região.
Ele afirmou que em seu governo a transposição e a revitalização do Rio São Francisco serão concluídas.

As promessas não pararam por aí: O presidenciável disse que o “Nordeste Forte” prevê a implantação de um programa de desenvolvimento decenal para todos os Estados do Nordeste, sendo os orçamentos aprovados pelo Congresso Nacional.

Projeto de Aécio promete também levar O plano “Nordeste Forte” ainda prevê implantar um programa de desenvolvimento decenal (de dez anos), articulado com todos os Estados do Nordeste e com orçamentos aprovados pelo Congresso Nacional.

Outra promessa foi a criação na região da Poupança “Jovem Brasil”. Esse programa prevê o depósito R$ 1 mil a cada ano no ensino médio por estudante.
“Tática do Medo”

O lançamento de um programa com tantas promessa foi uma estratégia construída pela cúpula do PSDB para enfrentar as dificuldades eleitorais na região nordestina e, principalmente, combater o que o PSDB classifica como “tática do medo”.

Aécio Neves teme os rumores de que uma vitória da sua legenda signifique o fim dos programas de transferência de renda criados pelo ex-presidente Lula, que beneficiam milhares de famílias carentes.

O presidenciável também avalia que, depois da morte de Eduardo Campos (PSB), é preciso investir fortemente na região para evitar que os eleitores do ex-governador de Pernambuco migrem para a sua substituta, Marina Silva, e principalmente, para a presidente Dilma.

Fonte: Brasil 247/Redação

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS