Cai o número de novas empresas na Bahia

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

O número de empresas abertas caiu 15,7% no ano passado, quando foram abertas 30.907 empresas, contra 36.649 em 2011. O volume de fechamento também registrou diminuição – de 12.217 para 10.260, uma queda de 16,1%.

 

Os dados são oriundos da Junta Comercial da Bahia, que informou que, também em 2012, as aberturas foram maiores registradas no segmento de Prestação de Serviços com 41,77% e Comércio Varejista com 38,12%. Porém o segmento com maior número de fechamentos foi o Comércio Varejista com 13,21%.

 

Segundo o economista e membro do Conselho Federal de Economia, Paulo Dantas, a retração na abertura de firmas envolve o atual momento econômico brasileiro. “O PIB teve baixo crescimento em 2012. Se a economia não está bem isso impacta diretamente no setor produtivo. O desempenho econômico vem caindo e (isso) obviamente reduz a abertura de novos negócios”, diz.

 

Ele aponta a questão burocrática brasileira como grande entrave. “Não se pode negar que abrir empresas no Brasil é estar sujeito a uma série de procedimentos burocráticos. A burocracia emperra e atrapalha o surgimento de novos negócios”, destaca.

 

Dantas ainda chama a atenção para a falta de conhecimento técnico para a abertura de negócios como também a alta carga tributária. “Nesse caso, o custo tributário é incorporado ao valor do produto ou serviço prestado, mas de qualquer modo também é fator de influência”, frisa.

Fonte: Redação / Tribuna da Bahia

OUTRAS NOTÍCIAS