Cisternas do Nordeste podem inspirar modelo de captação de água e resolver seca de SP

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

A tecnologia social aplicada no semiárido do Nordeste, com a construção de cisternas pré-moldadas para captar água da chuva, pode ser uma solução para resolver o problema da falta de água em São Paulo. A avaliação é de especialistas no sistema, que acreditam que a reutilização da água será inevitável no futuro.

A partir desta segunda-feira (12), o R7 traz uma série de reportagens sobre a escassez de água no Nordeste e as alternativas que a região encontra para enfrentar o drama da falta d’água.

 

Algumas cidades de São Paulo já sofrem com racionamento e o alerta agora é para a possível escassez hídrica durante a Copa do Mundo, que começa no próximo mês. Isso porque a principal fonte de abastecimento de água do Estado, o Sistema Cantareira, está com o nível abaixo de 10%.

 

Se a falta de chuva traz um problema novo para São Paulo, ela é antiga conhecida da população que vive no semiárido. Nessa região, que engloba nove Estados brasileiros, a estiagem dura até nove meses todos os anos e as famílias têm dificuldade de encontrar água para beber ou cozinhar.

Fonte: R7/ Foto: web.

OUTRAS NOTÍCIAS