Tempo - Tutiempo.net

Dívidas, falta de patrocínio, podem cancelar concurso para Rainha do Carnaval 2020

RAINHA E PRINCESAS CARNAVAL - FOTO ARQUIVO

O reinado carnavalesco de Salvador está ameaçado. Após 76 anos de tradição, o ‘Rei Momo’ pode ficar sem sua ‘Rainha do Carnaval’ na cerimônia de entrega da chave simbólica da cidade.

De acordo com a coordenação do concurso que escolhe a musa da folia, a não realização do evento neste ano (se confirmado) será por falta de pagamento de dívidas de anos anteriores.

O coordenador do evento, Gorgônio Loureiro, afirmou que a Secretaria de Turismo da Bahia (Setur) não pagou a premiação das candidatas vencedoras do último ano de concurso nem aos funcionários que trabalharam na organização nos anos 2018 e 2019.

De acordo com Gorgônio, o concurso era patrocinado pela Bahiatursa até 2017, mas em 2018 a Setur resolveu assumir essa responsabilidade, quando, até então, o secretário José Alves estava no comando da secretaria.

Foi quando os problemas começaram a aparecer.

Nem em 2018 nem em 2019 o depósito prometido pela Setur foi realizado.

Eles até disseram que iriam pagar no ano passado, mas não aconteceu.

Juntei todos os comprovantes dos gastos, as fotos mostrando a publicidade, todos os papéis e levei para eles, mas o pagamento não foi feito.”, relata Gorgônio.

Segundo o coordenador, nenhuma resposta foi dada aos funcionários sobre se haveria ou não o pagamento dos débitos.

“Existe um eterno silêncio sobre o assunto. Já sobre 2020, a Setur declarou que não existem recursos previsto para apoiar o Concurso da Rainha do Carnaval”, diz Gorgônio.

O valor calculado da dívida não foi informado, mas segundo o coordenador do concurso, 12 pessoas são afetadas por falta do pagamento.

Mas Gorgônio espera, contudo, que a situação seja resolvida até segunda-feira (13).

Caso contrário, o concurso da ‘Rainha do Carnaval’ de 2020 será mesmo cancelado.

BW

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS