Tempo - Tutiempo.net

Governador Rui Costa já entregou cerca de 1,5 mil eletrodomésticos no extremo sul

Entrega de eletrodomestico para famílias prejudicadas pelas chuvas

A entrega de eletrodomésticos aos moradores das cidades do extremo sul baiano, afetados pelas fortes chuvas no mês de dezembro, continua sendo realizada.

A ação é feita pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS), Corpo de Bombeiros e Superintendência de Defesa Civil da Bahia (Sudec).

Até o momento, 1.483 eletrodomésticos já foram entregues para famílias nos municípios de Itamaraju, Vereda, Santa Cruz da Vitória e Belmonte.

O processo de validação e entrega dos itens é efetuado pelo Corpo de Bombeiros, a partir do sistema JUSCAD Social, desenvolvido pela SJDHDS.

O secretário da SJDHDS, Carlos Martins, que já esteve em Itamaraju, ressaltou a importância de garantir que o processo seja feito de forma segura e eficiente. “São famílias que precisam muito desses itens.

Por isso, estamos dando todo apoio às equipes do Corpo de Bombeiros, que atuam desde o primeiro momento e garantem que as famílias recebam seus eletrodomésticos”, pontuou.

“Estamos trabalhando incansavelmente para fazer com que esses ativos cheguem de forma mais rápida possível. Iniciamos as entregas sempre no dia seguinte à validação.

Além de entregar para famílias os eletrodomésticos, também já realizamos as entregas de colchões, fundamentais no primeiro momento”, destacou a superintendente de Assistência Social da SJDHDS, Leísa Sousa.

As geladeiras, fogões e botijões de gás foram adquiridos pelo Governo do Estado, por meio do Fundo de Combate à Pobreza, e doados por empresas como Magazine Luiza e Coelba.

Outras entregas estão previstas para serem realizadas nos próximos dias pela Sudec, Bombeiros e SJDHDS.

A técnica de referência do Sistema Único de Assistência Social na SJDHDS, Laura Bamberg, que acompanha as entregas no extremo sul, falou sobre a experiência de presenciar o sentimento de esperança nas famílias.

“Trazer para essas pessoas em situação de vulnerabilidade social a dignidade, a autoestima, o recomeço, a esperança e, principalmente, acesso aos seus direitos é gratificante, todos esses são ideais da justiça social. Para as famílias, esse é o primeiro passo para o recomeço”, afirmou Laura.

Para ser beneficiada com a doação, a família precisa estar inscrita no cadastro único de programas do Governo Federal (CadÚnico), ter residência no município em estado de calamidade pública e o imóvel atingido pela chuva com perda de eletrodoméstico.

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS