“Governo baiano pouco faz para ajudar”, diz ANTT em resposta as queixas de Otto Alencar sobre Via Bahia

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) classificou, nesta quinta-feira (19), as críticas do vice-governador da Bahia, Otto Alencar, sobre o convênio do governo federal com a concessionária que administra as rodovias do estado, Via Bahia, de “levianas, inverídicas e performáticas”.

 

O órgão definiu como “eleitoreiro” o discurso do gestor e acusou a administração estadual de muito falar e pouco fazer sobre o assunto em questão. “Se há algum problema de visão é do senhor governador em exercício, que só enxerga o problema local, não consegue ver o desenho nacional. O discurso fácil soa melhor do que arregaçar as mangas e atuar junto ao governo federal nas dificuldades de implementação de investimentos nos trechos. Neste caso, o governo baiano pouco faz para ajudar”, reclamou.

 

Segundo a ANTT, as falhas na prestação de serviços nas estradas baianas fizeram com que fosse determinada a redução em 50% na tarifa de pedágio. No entanto, a decisão foi derrubada pela Justiça, o que fugiria do âmbito de responsabilidade da reguladora. “As ações possíveis foram e estão sendo executadas junto à empresa. Diretores da ANTT fizeram diversas visitas à Bahia. Ninguém ficou prisioneiro de gabinete. Ao contrário, foram verificar os problemas in loco”, argumentou.

Fonte: Redação/ Bahia Notícias

OUTRAS NOTÍCIAS