Marca exibe criança em pose suspeita e sofre processo do Conar

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

O Conar (Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária) recebeu 70 denúncias sobre uma peça publicitária do Dia das Crianças veiculada por uma loja de bolsas e calçados do Ceará. A campanha apresenta uma menina utilizando sapato e acessórios de uma mulher adulta e em poses consideradas como “erotizadas” pelo órgão.

A empresa Couro Fino, responsável pela campanha, divulgou uma nota em suas redes sociais nesta terça-feira (15) afirmando que já retirou o material de circulação e pediu para os internautas excluírem as imagens compartilhadas da criança. Ela também esclareceu ainda que a intenção da peça publicitária, veiculada no dia 12 de outubro, era homenagear o Dia das Crianças e que o objetivo dos banners não foi compreendido pelo público.

A mãe da menina disse ao portal “Administradores” que ficou horrorizada com os comentários dos internautas e que autorizou a filha a participar do trabalho publicitário por ser amiga dos proprietários da empresa, e não por dinheiro. “Não sei que mente doentia pode ser capaz de pensar uma coisa dessas de uma foto de uma criança”, afirmou ao site.

Fonte: Redação

OUTRAS NOTÍCIAS