Médica envolvida na morte de irmãos deixa hospital e vai para presídio

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

Kátia Vargas, médica oftalmologista, que é acusada de ter provocado o acidente que vitimou os irmãos Emanuel e Emanuele, 21 e 23 anos, respectivamente, no bairro de Ondina, na capital baiana, deixou o Hospital Aliança por volta das 9h45 desta quinta-feira (17) em uma viatura da 7ª Delegacia Territorial (DT/Rio Vermelho). Ela estava internada desde o dia 11 de outubro e agora foi encaminhada para o Complexo Penitenciária na Mata Escura onde deve responder às denúncias presa.

 

O laudo técnico constatou ontem (16) que ela não possui lesões externas ou problemas físicos que a impeçam de prestar depoimento, além de iniciar o cumprimento da prisão preventiva decretada pela Justiça.

 

Também nessa quarta-feira, o diretor do Detran, Major Botelho, fez um pedido de informação de inquérito sobre o caso da morte dos irmãos Emanuel e Emanuella junto à 7ª delegacia. De acordo com Botelho, o objetivo é pedir a cassação da Carteira de Habilitação Nacional (CNH) da médica Kátia Vargas, acusada de matar os irmãos. Caso condenada, o juiz pode determinar que a médica não tenha mais direito a tirar uma nova CNH ou determinar o prazo de validade da cassação.

 

Segundo o promotor David Gallo, a médica será denunciada por homicídio qualificado – por motivo torpe (intenção de vingança), por colocar a vida de terceiros em perigo e pela impossibilidade de defesa das vítimas, que estavam de costas para a médica e com um veículo de menor porte.

Fonte: Redação

OUTRAS NOTÍCIAS