Menos de um dia após ocupação, índios saem de fazenda da família de Geddel Vieira Lima na Bahia

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email
Fazenda foi ocupada por cerca de 30 índios das etnias Kamakãs e Imborés — Foto: Reprodução/TV Sudoeste

Os cerca de 30 índios que ocuparam uma fazenda que pertence à família do ex-ministro Geddel Vieira Lima, na manhã de segunda-feira (5), deixaram o imóvel entre a noite do mesmo dia e a madrugada desta terça (6). A fazenda fica na zona rural da cidade de Itapetinga, sudoeste da Bahia.

De acordo com informações da polícia, os índios das etnias Kamakãs e Imborés deixaram a Fazenda Esmeralda pacificamente, sob acompanhamento da Polícia Militar.

A Fazenda Esmeralda é de gado de corte e já foi invadida em outras ocasiões. Em 2017, ela foi ocupada por índios duas vezes. Na última ocasião, a ocupação foi violenta e uma ordem de reintegração de posse devolveu a propriedade para a família Vieira Lima.

O Sindicato Rural de Itapetinga informou que a ordem de reintegração expedida na ocasião ainda possui validade e, com o documento em mãos, acionou a Polícia Militar, que coordenou a saída dos índios.

Os índios ocupam a propriedade com a justificativa de que a terra é sagrada. Eles pedem a demarcação da área.

Fazenda foi ocupada por cerca de 30 índios das etnias Kamakãs e Imborés — Foto: Reprodução/TV Sudoeste
Fazenda foi ocupada por cerca de 30 índios das etnias Kamakãs e Imborés — Foto: Reprodução/TV Sudoeste

G1

OUTRAS NOTÍCIAS