PF investiga contratos de LevaNóiz, Black Style e Torres da Lapa

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

A Operação Máscara Negra, deflagrada pela Polícia Federal com o apoio do Ministério Público Estadual, devassou nesta terça-feira (9) os escritórios de quatro agências musicais baianas – três em Salvador e uma em Serrinha – em busca de documentos, contratos e computadores.

 

A medida pretende fundamentar a apuração de superfaturamento de shows contratados por prefeituras do Rio Grande do Norte. O nome de duas empresas foram confirmados ao Bahia Notícias pelo coordenador do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas e de Investigações Criminais (Gaeco), Ariomar Figueiredo: LevaNóiz Produções e Rafa Produções Musicais, que alegam ter firmado convênio com o Município de Guamaré (RN), no carnaval de 2012, por meio de uma empresa terceirizada.

Fonte: Bahia Notícias

OUTRAS NOTÍCIAS