Tempo - Tutiempo.net

PM paulista matou, em média, quase 2 pessoas por dia de janeiro a setembro

Governo denunciado que sabia das mortes

Apesar de o número de mortes em decorrência de ações de policiais militares em serviço ter diminuído 1,68% de janeiro a setembro deste ano na comparação com o mesmo período do ano passado, em São Paulo, oito ocorrências a menos, os dados divulgados hoje (22) pela Secretaria de Segurança Pública do estado mostram que, em média, quase duas pessoas (1,7) foram mortas por dia, 12 por semanas e 469 até setembro de 2015.

Considerando apenas o mês de setembro, a diminuição foi de 37,29% na comparação com o mesmo mês do ano passado, passando de 57 para 37 mortes. Entre julho e setembro, as ocorrências apresentaram queda de 20,13%, com o registro de 127 casos.

O levantamento não considera as mortes atribuídas a policiais militares acusados de envolvimento em chacinas ocorridas no estado este ano, como a de Osasco e Barueri, que resultaram em 19 mortos.

A secretaria informou, por meio de nota, que tem trabalhado para reduzir a letalidade policial. Uma das medidas, ressaltou o órgão, é a edição da resolução SSP 40/15, de março deste ano, que prevê o comparecimento das corregedorias e dos comandantes da região, além de equipes do Instituto Médico-Legal (IML) e do Instituto de Criminalística (IC) no local das mortes preservar a cena dos crimes e, assim, garantir eficiência nas investigações.

Elaine Patricia Cruz

Share on whatsapp
Share on twitter
Share on facebook
Share on google
Share on linkedin
Share on email

OUTRAS NOTÍCIAS